enciclopedia-image

Um LED (Light-Emitting Diode) é um dispositivo semi-condutor que emite luz incoerente, de espectro reduzido, quando se polariza de forma direta a união p-n do mesmo, e circula pela corrente eléctrica. Este fenómeno é uma forma de electroluminescência. A cor (comprimento de onda) depende de material semi-condutor empregado na construção do díodo e pode variar desde o ultra-violeta, passando pelo espectro visível, até ao infra-vermelho.

Atualmente, na maioria das aplicações de visão artificial utilizam-se os LED. Devido ao seu reduzido tamanho, eficiência energética e baixo preço, a iluminação LED é a que está a ser mais utilizada em todo tipo de aplicações. Os LED proporcionam uma intensidade de iluminação relativa, a um custo muito interessante, e, além do mais, têm uma longa vida, aproximadamente, 100.000 horas.

Uma das principais vantagens é que se podem desenhar sistemas de iluminação de todos os tipos, tais como anéis, backlight, spots, lineares…

A intensidade da iluminação contínua por LED não é tão potente como outros tipos de iluminação, porém, atualmente estão a introduzir os LED de alta intensidade, que incrementam dia a dia o rendimento lumínico destes sistemas. A facilidade de utilizar os sistemas LED de modo estroboscópico, permite sua utilização com todos os tipos de câmaras e esta opção, além do mais, é utilizada para incrementar a potência lumínica, respeitando a vida média desses sistemas.

Controle de iluminação de led

Os primeiros sistemas baseados em LED emitiam unicamente luz de cor vermelha, porém, atualmente, está a estender-se o uso de outras cores como infra-vermelho, verde, azul, ultravioleta e branco. No entanto, os LED vermelhos continuam a ser os mais utilizados nos sistemas de visão, provavelmente, porque são os mais fáceis de encontrar, os de mais baixo custo e, também, porque a maioria das câmaras são especialmente sensíveis ao espectro vermelho.