La Visión Artificial en el deporte ya es una realidad

Qual é o papel da visão artificial no desporto? Neste artigo, mostramos como as câmaras de visão artificial fornecem dados valiosos para a análise dos jogos, no seguimento dos jogadores e na gestão da lotação e de incidentes. 

A visão artificial entra em jogo no desporto

As câmaras de visão artificial estabeleceram-se como um elemento-chave em aplicações industriais, médicas, científicas e outras aplicações essenciais para a vida quotidiana. No entanto, no mundo do desporto e a visão artificial nunca tiveram muito em comum até agora.

Essa situação mudou drasticamente na última década. Hoje, as câmaras de visão artificial devem trabalhar em conjunto com os equipamentos de televisão para fornecer uma ampla gama de funções e aplicações que, em alguns casos, se tornam uma parte essencial da transmissão.

 

Usos da visão artificial do desporte

Novos sistemas de replay 3D usam até 42 câmaras de visão artificial localizadas em volta de um estádio para capturar imagens que são reconstruídas em vistas 3D estereoscópicas da ação e logo adicionadas à transmissão em direto. Outros sistemas usam várias câmaras de visão artificial para gerar vistas em 360 ​​graus da própria ação, que são transmitidas aos espectadores por meio de óculos de realidade virtual para uma imersão total na experiência desportiva.

Exemplos de “replays” 3D no futebol

A tecnologia das câmaras de visão artificial também é usada para fazer o seguimento dos jogadores e da bola, otimizar o treino do jogador e reforçar a supervisão de estádios e dos espectadores.

O seguimento do movimento do jogador e dos seus parâmetros, como estratégia e táticas de jogo, fornecem aos técnicos e aos meios de transmissão do jogo uma ferramenta valiosa para a análise geral do jogo. Dados de imagem e metadados, como tempo no campo e distância percorrida, podem ser usados ​​para analisar o desempenho dos jogadores.

vision artificial super bowl deporte

O sistema Intel implementado no Super Bowl 50 usou 36 câmaras SP-20000 de 20 megapixel da série Spark da JAI, montadas em redor do nível superior do estádio para capturar continuamente a ação de todos os ângulos.

Por outro lado, o uso de câmaras de visão artificial também auxilia na gestão da capacidade de um recinto desportivo, permitindo a gestão eficiente da distribuição de assentos, evitando congestionamento do público e monitorizando o comportamento dos espectadores. Em desportos como o futebol, o uso da visão artificial ajuda a identificar os padrões de comportamento de grupos violentos, o que ajuda a implementar de forma eficiente procedimentos de segurança, como por exemplo a evacuação em casos de emergência.

Liverpool FC usa sistemas Intel 3D «replay» com câmaras JAI

Como selecionar a câmara adequada para uma aplicação de desporto

  • Resolução e FPS

O desafio começa com a resolução da câmara e o número de frames por segundo. Para o seguimento do jogador e da bola, bem como para a supervisão do estádio, a prioridade é capturar o máximo de detalhes possíveis. Nesse caso, precisamos que a resolução seja alta.

A resolução horizontal 4K (Ultra HD), que existe há mais de uma década, tem uma resolução de 4.096 x 2.160 pixels. Ao comprimir transmissões de vídeo 4K para HD, as imagens ficam mais claras e nítidas, o que nos oferece a oportunidade de trabalhar com elas sem perder informação.

O uso de uma resolução horizontal de 8K (Full Ultra HD) permite o dobro do zoom e ainda obter a imagem em 4K. Poder filmar em resoluções tão altas permite maior controle e liberdade durante a produção, processamento de imagem e pós-produção. No entanto, é importante encontrar o equilíbrio correto entre resolução e frames por segundo. A resolução horizontal de 8K a 60 FPS é a nova tendência que nos oferecem algumas das câmaras de visão artificial mais recentes

 

  • Transmissão segura de dados

Outro requisito importante para as câmaras usadas em eventos desportivos e estádios é a transmissão segura de dados a longas distâncias com baixo nível de ruído. Os pavilhões e estádios são geralmente muito grandes e devemos colocar câmaras em todo o recinto. As interfaces óticas e CXP (por exemplo, SFP +) são seguras para lidar tanto com as distâncias como com as condições ambientais das aplicações no exterior.

 

  • Grande Alcance Dinâmico (High Dynamic Range – HDR)

Como a maioria dos desportos é praticada ao ar livre, as câmaras devem poder adaptar-se a diferentes condições de iluminação. Mesmo com a exposição perfeita, há certas cenas em que aparecem reflexos ou sombras. Um grande alcance dinâmico (HDR) na câmara pode ajudar a equilibrar essas diferenças e produzir imagens com linearidade bem definida em todos os níveis de cinza. Esta características pode reduzir muito os recursos de processamento de imagem necessários para gerar uma imagem aceitável.

A série Spark de câmaras de alta resolução da JAI, distribuída pela INFAIMON, são perfeitas para trabalhar em condições de grandes contrastes de luz, como um estádio de futebol ou campos de golfe.

cámara visión artificial

Outro requisito da câmara é a capacidade de controlar dinamicamente a quantidade de luz que chega ao sensor de imagem juntamento com a capacidade de alterar a distância focal dependendo da distância ao jogador e do que se vai ver à volta.

Como muitas das câmaras que seguem os jogadores, gestão de multidões e replays 3D são câmaras de posição fixa sem operadores humanos, é uma grande vantagem se tivermos a capacidade de controlar o alvo remotamente por meio de uma interface de controle da câmara.

INFAIMON

Quer falar com um especialista?

Oferecemos-lhe soluções inovadoras, suporte técnico e um serviço personalizado para integrar a visão artificial nos seus projetos. Contate-nos!