São cada vez mais os treinadores, jogadores, clubes e empresas que confiam a análise de dados às novas tecnologias. A Inteligência Artificial chegou para inovar e mudar completamente o paradigma da estratégia, da economia e da forma como vivemos o desporto.

A chave para a revolução? Os dados. As empresas começaram a recolher milhares de dados, como o rendimento dos atletas, a velocidade ou a aceleração, entre outros, que dependem especialmente do desporto que é praticado e analisado.

O grande sucesso destas táticas e as melhorias consideráveis na estratégia desportiva fizeram com que este setor se tenha estabelecida no mercado, com uma forte projeção de crescimento.

Embora nada possa substituir o olho humano e a sua análise e perspetiva, é importante compreender que as novas tecnologias estão ao serviço das pessoas enquanto complemento destas. Com a valiosa informação obtida com os Megadados e a Visão Artificial, torna-se possível desenvolver estratégias muito mais eficazes e certeiras.

De que forma é que a Inteligência Artificial se aplica ao desporto?

A Inteligência Artificial é uma tecnologia tão ampla, flexível e complexa que não deve ser etiquetada com uma única definição

visão artificial no desporto

A capacidade que as máquinas adquirem para aprender e resolver problemas de forma autónoma significa que estes sistemas podem ser adaptados a qualquer setor. E a indústria do desporto não é exceção: a inteligência artificial permite compilar milhões de dados de todos os tipos para análise posterior através de um sistema de algoritmos que possibilitam analisar, prever e classificar.

Sabemos que a inteligência artificial está a transformar o paradigma atual não só na nossa vida do dia a dia, mas também nos negócios. Porém, qual é o impacto dos avanços tecnológicos no mercado?

De acordo com a Mordor Intelligence, espera-se que o mercado da IA aplicada ao desporto cresça cerca de 28,72% no período de 2021 a 2026. Estes dados são baseados no crescente uso da tecnologia nos diversos desportos, não só o futebol, e no avanço dos métodos de recolha, medição e análise de dados. 

A crescente necessidade de informação, dentro e fora do campo, levou os diretores e os clubes a aperceberem-se de que o futuro do desporto está nas novas tecnologias.

visão artificial ao deporto

A gestão de dados em tempo real

O avanço dos dispositivos portáteis para monitorizar e acompanhar os atletas faculta informações extremamente valiosas sobre a sua condição física (velocidade, pulsação, tensão arterial), mas também o faz em tempo real. Com efeito, é possível avaliar o rendimento e a situação de um atleta no preciso momento em que está a realizar a atividade, para realizar posteriormente o controlo e a análise.

A estratégia depende em grande medida da informação que se consiga obter do próprio atleta, mas também dos seus rivais. O uso dos Megadados e da Inteligência Artificial permite analisar o rendimento da equipa ou do atleta adversário, de modo a comparar e conhecer os seus pontos fortes e fracos.

Esta técnica não se resume apenas à teoria: um exemplo prático do sucesso destas tecnologias aplicadas ao desporto é a tricampeã Carolina Marin. Uma estrela no mundo do badminton, Carolina e a sua equipa já aplicam a inteligência artificial e os Megadados para melhorar o desempenho há mais de 15 anos. 

A análise avançada e a matemática têm acompanhado e apoiado a sua estratégia desde muito antes de estas ferramentas se terem tornado populares: “Acima de tudo, ajudaram-me a conhecer os pontos fracos dos meus adversários e a adaptar o meu plano de jogo a cada adversário específico”, explicou a atleta numa entrevista ao jornal El País. 

O seu talento e dedicação são indiscutíveis, tal como o é a grande contribuição que os dados reais têm feito para a estratégia de Carolina. Em 2014 foi a primeira espanhola a tornar-se campeã do mundo, após uma longa análise da sua adversária.

Os dados fazem parte da preparação física e estratégica dos atletas, atualmente ainda mais. Um jogador ou atleta pode prever aquilo que o seu adversário fará com base em análises quantitativas anteriores, o que lhe dará uma grande vantagem.

 

De que forma é que a IA se aplica ao desporto?

Vinculado ao atleta

Análise biomecânica

Análise preventiva de lesões

Avaliação dos pontos concretos para a melhoria do rendimento

Estratégias individualizadas em função do campeonato

Vezes e minutos que aparece nos ecrãs da transmissão

 

Vinculado ao evento

Videostreaming com análise em tempo real

Assistência a juízes e árbitros

Dados estatísticos em tempo real

Fornecimento personalizado de imagens

Ajuda no acompanhamento do campeonato

Controlos de acesso

Controlos de lotações

Controlo de uniformidades

 

Vinculado ao material

Regulação personalizada

Dados em tempo real sobre o comportamento do material

Controlo dimensional dos campos de jogo e localização dos elementos, referências como a linha de golo ou a área de pontapé de saída